Acessibilidade em eventos: Checklist para tornar um evento mais acessível

No planejamento de um evento, garantir uma experiência fantástica é papel de todo organizador!

Infelizmente, as questões de acessibilidade são raramente, ou nem mesmo levadas em consideração. Porém, os organizadores de eventos devem cuidar para que todos os componentes do evento sejam acessíveis a todos os participantes.

O Relatório Mundial sobre a Deficiência estimou que existiam, em 2011, mais de um bilhão de pessoas com deficiência no mundo. No Brasil, Censo de 2010 do IBGE, totalizou como cerca de 45,6 milhões de pessoas declararam ter pelo menos um tipo de deficiência, seja do tipo visual, auditiva, motora ou mental/intelectual. Esse número cresce se contarmos as pessoas com mobilidade reduzida, seja ela temporária ou permanente.

Dessa forma, os organizadores de eventos devem oferecer uma programação confortável e fazer com que todos os participantes se sintam acolhidos e à vontade. A chave para tornar os eventos inclusivos e acessíveis é pensar em todas as barreiras existentes para pessoas com deficiência e abordá-las na fase de planejamento.

Para ajudar, a E-inscrição montou um checklist de como tornar um evento mais acessível para que você possa se orientar.

Local do evento

Para tornar um evento mais acessível, comece com o local. Sempre que possível, visite o local em potencial. Pense em pessoas com diferentes deficiências que podem participar do seu evento e as barreiras que eles podem encontrar quando chegar. Em particular, pense nos seguintes pontos e questione:

Estacionamento acessível

A acessibilidade em eventos deve estar presente desde as vagas do estacionamento, que precisam ser bem sinalizadas e localizadas próximas à entrada.

Estacionamento com vagas acessíveis

Existe algum estacionamento próximo ao local do evento? Onde? Uma pessoa com problemas de mobilidade ou fadiga consegue ir do estacionamento até o local do evento? É importante que você saiba essas informações e passe aos participantes.

Transporte acessível

O local do evento é próximo ao transporte público? O transporte público que atende essa rota é acessível? É muito importante verificar se o local é acessível por transporte público e este está preparado para receber as pessoas com deficiência.

Transporte público acessível

Os participantes precisarão saber onde estão localizadas as áreas de desembarque de passageiros. Então, para tornar-se um evento mais acessível, forneça instruções sobre quais são as melhores rotas. Omitir esses detalhes pode atrasar sua programação, ou até mesmo diminuir a expectativa do participante.

Caminhos externas e internas

Existem barreiras ao longo dos caminhos externos e internos para pessoas que usam bengalas, muletas ou cadeiras de rodas? Os caminhos são sinalizados para deficientes visuais?

Exemplo de piso tátil inadequado

A entrada e saída do local devem ser sempre bem distribuídas, com rampas e corrimãos que facilitem o deslocamento. 

Acessibilidade na entrada do evento

Verifique se as superfícies estão niveladas e estáveis, e, certifique-se de que haja, pelo menos, um caminho de um metro de largura para pessoas que usam cadeiras de rodas ou andadores.

Perceba se há piso direcional, usado para guiar pessoas cegas, e se o percurso possui alguma barreira ou obstáculo.

Placa de sinalização em braille

Por fim, utilize alto-falantes espalhados pelo local, para dar avisos e informações. Invista também em placas e cartazes com letras em tamanho legível e descrição em braille nos corrimãos, próximo às portas e saídas.

Descrição em braille em corrimão

Portas

As portas automáticas estão disponíveis? Caso contrário, certifique-se de manter as portas abertas nos horários de entrada e saída dos participantes.

Elevadores

O local possui mais de um pavimento?  Há elevadores funcionando?

Certifique-se que haja um pessoal qualificado disponível para ajudá-lo imediatamente com problemas de operação ou serviço, se necessário.

Banheiros

Os banheiros são acessíveis? Há espaço suficiente para uma pessoa com cadeira de rodas ou andador? 

Verifique também se existem barras de apoio e se uma pessoa usando cadeira de rodas pode alcançar a pia, sabão e papel toalha.

Esteja ciente de que algumas deficiências são invisíveis, como sensibilidades químicas, então seja sensível ao uso de produtos de limpeza e aromatizadores de locais.

Configuração da sala

Dentro do espaço onde ocorrerá o evento, ajustes simples podem ser feitos, a maneira que, barreiras comuns são eliminadas. Pense no seguinte:

Assentos acessíveis

Há assentos para todos os participantes? Há espaços sem cadeiras nas mesas para aqueles que usam cadeira de rodas? Qual é a altura das mesas?

Referência de mesa accessível a cadeirantes

Se o tipo do evento requer o uso de mesas, observe se elas têm a altura adequada para pessoas que usam cadeiras de rodas. Outro ponto que não pode passar despercebido é se as pernas da mesas não impedem a cadeira de ser perfeitamente acomodada.

Exemplo de mesa não acessível à cadeira de rodas

Para tornar um evento mais acessível, considere a natureza da deficiência na hora de reservar assentos. Por exemplo, pessoas que dependem da leitura labial precisarão se sentar mais perto do palco ou de um telão.

Lembre-se que nem todos deficientes físicos precisam ou querem sentar-se em uma área designada apenas para eles. A maioria prefere se sentar onde for conveniente e confortável, com amigos ou colegas. Então pense em “recortes” ou assentos reservados a acompanhantes, com boas linhas de visão e em variados locais.

Assentos reservados

Espaço livre

Como estão distribuídos os corredores? Qual a largura média deles?

Faça corredores ou espaços em torno de mesas suficientemente para mobilidade. O recomendado é que a largura do corredor, no mínimo, seja em torno de um metro ou mais.

Largura de um corredor acessível

Por fim, cubra cabos ou cordões elétricos que atravessam corredores ou caminhos para que todos possam atravessá-los com segurança.

Palco

Haverá apresentações em um palco? Ele está preparado para receber alguém com cadeira de rodas?

Palco com rampa

Verifique a altura do microfone e púlpitos ou pódios, e se há como fazer modificações em caso das pessoas estiverem sendo convidadas para o palco. O principal é permitir que a pessoa, e não a deficiência, seja destacada.

Níveis de iluminação

As luzes são ajustáveis para que possa controlar o brilho da sala? Uma boa iluminação ajuda pessoas com deficiência auditiva a ler os lábios ou a se comunicar usando a linguagem de sinais.

Além disso, pouca iluminação pode ser perigosa para qualquer pessoa, especialmente alguém com baixa visão ou que precise andar com auxílio de uma bengala ou andador. Então, mantenha as luzes do local acesas sempre que possível e forneça faixas luminosas ou uma equipe guia com lanternas se houver pouca iluminação.

Acústica

A sala principal tem um eco alto? Ambientes com eco significativo criam barreiras para pessoas com deficiência auditiva.

A palavra chave para reduzir o eco em ambientes é absorção sonora. Existem alguns materiais que podem diminuir a reverberação, absorvendo o ruído. Nessas situações, tecidos grossos, como cortinas de veludo e tapetes, móveis e objetos de madeira podem ser a solução.

Inscrições e credenciamento

As pessoas precisam se deslocar para garantir um ingresso?

Ter um site do evento com todas as informações e possibilidade de realizar inscrições de forma online é uma maneira de tornar um evento mais acessível, principalmente para pessoas com mobilidade reduzida.

No dia do evento, facilite ainda mais a acessibilidade estabelecendo um espaço com prioridade para pessoas com deficiência no setor de credenciamento dos participantes.

Uma aliada para tornar um evento mais acessível é a E-inscrição!

Como essa plataforma de gestão de eventos, você consegue gerenciar todas as etapas de um evento, além de controlar os gastos, realizar inscrições online, vender ingressos com variadas formas de pagamento e sacar os pagamentos das inscrições diretamente para uma conta bancária, sem complicações e burocracias.

Não perca seu tempo, clique no botão e cadastre-se gratuitamente na E-Inscrição!

Discursos e Apresentações

Pense sempre na experiência dos participantes, é ela que dita o sucesso de um evento. Para isso, organize a sua programação pensando em atividades acessíveis. 

Oriente os apresentadores e palestrantes a falar devagar, descrever as imagens projetadas na tela durante a apresentação e a usar o microfone de forma que a boca fique visível.

Por fim, para tornar um evento mais acessível, contrate um intérprete de língua de sinais e o posicione em um local onde fique visível, com uma boa iluminação, para que todos o vejam com clareza. Em caso de um evento longo, o ideal é contratar mais de um intérprete para que eles possam revezar.

intérprete de língua de sinais em apresentação

Alimentação

Acessibilidade em eventos também envolve a alimentação dos convidados. Se for um evento em estilo buffet, certifique-se de colocar alimentos, bebidas e utensílios a fácil alcance de uma pessoa usando uma cadeira de rodas e forneça canudos dobráveis, bem como alguns copos com alças.

Aposte em comidas mais leves, com menor concentração de açúcar e gorduras, além de comidas sem lactose e glúten, e pratos veganos ou vegetarianos para atender a quem tem esse tipo de alimentação.

Animais de serviço

Há expectativa de animais de serviço? há acesso a uma área de alívio e itens que o proprietário possa precisar para cuidar de seu animal de serviço?

Animais de serviço não são animais de estimação, eles trabalham para facilitar a vida das pessoas com deficiência.

Cães guias

Verifique se há uma área onde esses animais possam fazer suas necessidades. Além disso, os animais de serviço podem ficar com sede. Dessa forma, ter uma tigela de água é uma ótima maneira de fazer com que um participante com um animal de serviço se sinta bem-vindo.

Funcionários e Voluntários

Os voluntários podem fazer uma grande diferença na hora de tornar um evento mais acessível!

Então, treine os funcionários e voluntários no local sobre acessibilidade como, por exemplo, a comunicar-se efetivamente com um participante com fala limitada ou como interagir com alguém usando um dispositivo de mobilidade. Dentro do time de funcionários, é sempre bom ter alguém apto a se comunicar na linguagem de sinais.

Por fim, designe também uma equipe para solucionar problemas e resolver barreiras de acessibilidade no dia do evento.

Para tornar um evento mais acessível, lembre-se de todos os participantes durante o planejamento e seja sensível às limitações e necessidades deles. Forneça informações amplas com antecedência e respeite a independência das pessoas.

Se preferir, considere entrar em contato com grupos e organizações de pessoas com deficiência para planejar recursos e soluções e convide as pessoas com deficiência para avaliarem as mudanças que você deve considerar. Cada evento é uma oportunidade de melhorar em relação ao último e ser mais acessível, então seja sempre aberto ao feedback dos participantes.

Se a acessibilidade começar já nas primeiras etapas de planejamento, o seu evento vai se tornar uma excelente experiência para pessoas com deficiência!

Gostou do artigo? Assine nossa newsletter e fique por dentro dos novos conteúdos. Veja também os 7 passos para organizar seu evento gastando menos tempo.

Agora que você já sabe como tornar seu evento mais acessível, cadastre na E-Inscrição

Somos uma plataforma de gestão de eventos que vai otimizar todo o seu processo de planejamento. Nós ainda prezamos por uma experiência incrível com o melhor preço do mercado! Você irá surpreender-se com a facilidade e praticidade que oferecemos!

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *