9 passos fundamentais para criar um curso online

Cada vez mais as pessoas buscam complementar sua formação em cursos profissionalizantes ou treinamentos profissionais. Saber como organizar cursos online de maneira eficiente é uma ação que passa por várias etapas.

Se você ficou interessado em criar um curso online, mas não sabe por onde começar, separamos algumas informações essenciais que podem lhe ajudar na organização. Confira abaixo os 9 passos fundamentais para criar um curso online.

1. Tenha um projeto      

Seja um curso presencial ou online, antes de criá-lo, é fundamental ter um planejamento prévio para nortear seu trabalho. Você deve detalhar questões como o orçamento disponível, temas abordados, objetivos, público-alvo e o formato do curso.

A começar pelo formato do seu curso, defina se ele será composto por aulas gravadas, ao vivo ou a mistura dos dois. Em seguida, defina quais assuntos serão abordados e se é de nível iniciante, intermediário ou avançado.

A partir disso, você terá uma ideia geral do curso como um todo e das necessidades que ele atende. Com esse planejamento em mãos, fica mais fácil organizar tudo exatamente como o programado, sem exceder o orçamento ou fugir dos objetivos.

Além disso, a definição do público-alvo e da persona vão ajudar a definir outros aspectos, como a linguagem, data, duração e divulgação.

Se você está lidando com um público jovem, por exemplo, deve investir em uma comunicação mais leve. Já para executivos, você pode elaborar uma linguagem mais técnica e formal.

2. Planeje o cronograma do curso

Um bom conteúdo é o grande diferencial de um curso online de qualidade. Dessa forma, produza um material rico e não deixe de oferecer, também, um bom material de apoio.

Divida esse conteúdo entre as aulas de modo que faça sentido e que não frustre os alunos pelo excesso ou falta de informação. Em seguida, pense no tempo de duração, na periodicidade das aulas e nos horários. Organize todos esses dados em uma tabela para facilitar seu trabalho.

A duração ideal das aulas deve ser suficiente para que você passe uma mensagem ou um conteúdo sem enrolações. 

Você deve ajustar os horários de aula à disponibilidade de seu público-alvo. Por isso, prefira realizar seu curso nos finais de semana ou fora do horário comercial, quando seu público estará livre para participar dos encontros.

3. Escolha bem quem vai ministrar o curso

O seu curso online precisa ser ministrado por pessoas que tenham didática e estimulem a participação dos alunos.

Sabendo disso, escolha profissionais especializados na área em questão e que saibam como utilizar uma boa metodologia de ensino. Além disso, dê preferência a nomes reconhecidos e respeitados, o que auxilia na hora da divulgação.

4. Escolha os equipamentos

A escolha dos equipamentos para seu curso online vai depender do seu orçamento, mas fique tranquilo, pois dá para fazer um bom trabalho com um investimento que cabe no bolso.

Em geral, você precisará de algo que possa gravar imagens e sons digitalmente. A princípio, para criar um curso online, você vai precisar de:

  • Uma câmera;
  • um microfone ou lapela;
  • equipamentos de iluminação;
  • um computador ou um celular;
  • conexão de internet rápida e estável; e
  • uma plataforma de transmissão.

Para iniciantes, um smartphone, tablet ou laptop decente com câmera de vídeo de boa qualidade e uma boa internet já é o suficiente para começar seu curso online. Entretanto, se você possui um orçamento flexível, convém investir em uma ou duas câmeras decentes e em um bom jogo de iluminação.

Lembre-se que o mais importante para gravar as suas aulas é uma boa conexão de internet. Preferencialmente, um mínimo de 10 MB de banda larga.

5. Teste os equipamentos

O quinto passo é rápido, mas fundamental. Principalmente se o seu curso será ao vivo.

É imprescindível que você realize testes em todos os equipamentos com antecedência para que haja tempo de solucionar eventuais problemas.

Uma dica é ter equipamentos reservas em caso de algum problema técnico no decorrer das gravações e transmissões.

6. Escolha a plataforma para hospedar o seu curso

Um passo fundamental para criar um curso online é escolher sabiamente a plataforma que irá hospedar o seu curso.

Hoje existem inúmeras soluções práticas para a venda de cursos online, que permitem facilidade de personalização e gerenciamento, sem a necessidade de grandes conhecimentos técnicos de programação ou design.

Porém, é preciso garantir que você terá uma boa estrutura de vídeos integrada ao ambiente digital, uma vez que ela influenciará na segurança e qualidade da distribuição dos seus materiais.

De forma geral, a plataforma que irá hospedar o seu curso deve:

  • Ser responsiva;
  • ser personalizável;
  • ser segura;
  • suportar vários formatos de conteúdo, e;
  • possibilitar a interação.

7. Divulgue seu curso

Divulgar seu curso é tão importante quanto planejá-lo e você deve criar uma boa estratégia.

Aposte nas redes sociais. Elas têm um papel fundamental para divulgar qualquer curso online. Entretanto, suas ações devem ser direcionadas para o seu público em potencial.

Ofereça amostras das aulas para despertar o interesse do público e conteúdos alternativos que o levem ao site do seu curso ou página da sua empresa através de uma landing page, onde elas poderão se cadastrar.

Outra opção é através das mídias pagas. Elas são ideais para segmentar o público da campanha, personalizar e analisar os dados através dos relatórios.

8. Escolha bem a sua plataforma de inscrições online

Como o seu curso é online, as inscrições para ele também devem ser.

Você pode utilizar formulários disponíveis na internet ou até mesmo contratar uma empresa especializada nesse serviço, como a E-Inscrição, que fica responsável por criar a ficha para preenchimento, coletar os dados dos participantes e organizar a lista de inscritos.

9. Ofereça certificado digital

O certificado de participação é uma ótima maneira de enriquecer o currículo dos participantes. Então, se você quer estimular a participação de seu público, é muito importante oferecer a emissão de certificados ao final do curso.

Existem formatos prontos disponíveis em páginas especializadas e você ainda pode optar por um sistema online que otimiza todo o processo. Mas lembre-se: o modelo dos dados deve atender ao perfil do público e à segmentação da atividade relacionada.

Por exemplo, caso seja um curso online da área jurídica, tudo deve estar detalhado formalmente com solenidade.

Já em caso de assuntos mais descontraídos, o design pode ser mais personalizado. Entretanto alguns dados são essenciais e devem ser inseridos para atestar a participação do público. Veja abaixo:

  • Nome completo e data do evento;
  • nome do curso ou atividade;
  • carga horária;
  • local de realização;
  • assinatura do palestrante ou do coordenador da ação.

Sobre a E-inscrição

A E-inscrição é uma plataforma sem custos para eventos gratuitos e, para eventos pagos, é possível sacar os pagamentos das inscrições diretamente para uma conta bancária, sem complicações ou burocracias.

Algumas das nossas funcionalidades, são:

Prezamos por uma experiência incrível com o melhor preço do mercado. Você irá se surpreender com a facilidade e praticidade que oferecemos.

Se você gostou de nossas dicas de como criar um curso online e quer ler mais posts como este, assine nossa newsletter e fique por dentro de nossas novidades.  

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *