Confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja: 10 dinâmicas de grupo

A confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja tem o objetivo de unir os membros e estimular a comunicação entre as pessoas.

É um momento interessante para que todos possam comemorar mais um ano de trabalho e incentivar o estreitamento de laços, reforçar o espírito de equipe e celebrar o respeito, a valorização mútua e a descontração entre todos.

As dinâmicas de grupo são uma forma rápida, eficiente e divertida de melhorar o relacionamento entre os participantes, além de aproximam o líder dos seus liderados, criando sinergia, empatia, cooperação e permitindo identificar e desenvolver habilidades.

Contudo, como qualquer evento, para que seja inesquecível, a programação e as atividades devem ser planejadas com antecedência. Pensando nisso, separamos 10 ideias de dinâmicas de grupo para a confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja. Confira!

1. Árvores de Natal da leitura

A árvore é um dos símbolos natalinos mais populares, e você também pode usá-la na hora de desenvolver uma dinâmica de grupo para a confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja!

Uma boa forma de engajar os participantes é montar, em conjunto, uma árvore de natal da leitura.

Seja por prazer ou por informação, a prática da leitura é um ato de grande importância para a aprendizagem do ser humano, aprimorando o vocabulário, a escrita, a comunicação, o raciocínio e a interpretação.

Então, peça que os colaboradores tragam um livro favorito ou que tenha marcado um determinado momento da vida, seja profissional ou pessoal.

Convide-os a justificar o motivo daquele livro ser especial e, no final da festa, incentive-os a trocar na hora de desmontar a árvore.

2. Amigo Mensageiro

Amigo secreto é uma brincadeira bastante tradicional, que consiste em trocar presentes com outras pessoas, mas que estas não sabem quem lhes tirou e o que vão ganhar.

O amigo secreto possui várias versões, sendo uma delas o amigo mensageiro!

Neste caso, a diferença está no fato de que, ao invés de presentes, serão trocadas mensagens entre os membros dos ministérios. Cada um deverá escrever uma mensagem para a pessoa que sorteou e entregá-la em forma de carta, bilhete, cartão, de acordo com sua criatividade e personalidade.

O sorteio do amigo mensageiro pode ser feito com antecedência, dando tempo para cada um preparar sua mensagem, ou feita na hora, estimulando a criatividade instantânea. Se este for o caso, disponibilize os materiais para a confecção dos cartões para os participantes no local do evento.

3. Dinâmica do Quebra-gelo

Na confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja, a dinâmica do quebra-gelo servirá para deixar o ambiente mais descontraído e espontâneo.

Para essa dinâmica, reúna os participantes, peça que cada um tire uma pergunta e leia em voz alta, respondendo logo em seguida. As perguntas devem ser aleatórias, tais como:

  • Se pudesse visitar algum lugar, aonde iria? Por quê?
  • Quem é seu personagem bíblico favorito? Por quê?
  • Se você fosse um animal, qual seria e por quê?
  • Qual é a decisão mais difícil de sua vida?
  • Na sua opinião, quem você conhece que mais se parece com Cristo?
  • Se você tivesse que descrever a cor azul para um cego, como faria?
  • Pelo que você gostaria de ser lembrado?
  • O que você teria gostado mais no jardim do Éden?
  • Se você pudesse fazer uma lei, qual seria?
  • Fale sobre um versículo que tenha um sentido especial para você.
  • Se você pudesse passar um dia com um personagem bíblico, além de Jesus, a quem escolheria?
  • Se você pudesse ser um membro de sua família por um ano, qual seria?
  • O que você queria ser quando criança?
  • Como a criança que você foi teria orgulho de você hoje?

Crie as perguntas que quiser, o importante é possibilitar que os participantes se conheçam melhor e reflitam sobre a sua própria vida!

4. Verdade ou mentira

Essa dinâmica de grupo é ótima para que os participantes da confraternização de fim de ano dos ministérios possam aprender um pouco mais sobre seus colegas.

 Para executá-la, é necessário apenas papel e caneta!

Cada participante deve escrever no papel três afirmações sobre si, sendo duas verdadeiras e uma falsa. Depois, cada um lê suas afirmações para os outros membros descobrirem quais são verdades e qual é a mentira.

Uma dica para aumentar a motivação é oferecer um prêmio para quem acertar mais palpites!

5. Brincadeira do balão

Essa brincadeira é uma ótima forma de espalhar positividade na confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja!

Para essa dinâmica, todos devem pegar um balão vazio e escrever uma mensagem positiva, sem se dirigir a ninguém específico.

Depois que todos acabarem suas mensagens, cada um deve colocá-la dentro do balão, enchê-lo, amarrá-lo, e no três, jogá-lo para cima com força.

Os participantes devem pegar um balão que não seja o próprio, estourá-lo e ler, em voz alta, a mensagem. 

6. Competição no Karaokê

Além de ser uma ótima oportunidade para que aqueles colaboradores mais tímidos se soltem, o karaokê é capaz de animar qualquer festa!

Para deixar a competição mais interessante, você pode, por exemplo, dividir os participantes em dupla e sortear as músicas que deverão ser cantadas.

A música une as pessoas e é uma ótima forma de descontrair o ambiente!

 7. Trocas de segredos

Outra ideia de dinâmica para a confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja é a troca de segredos.

Com objetivo de observar a empatia e a confiança entre os participantes, essa dinâmica reúne entre 15 a 25 pessoas.

Cada um escreve um segredo ou um problema que não se sente confortável para falar em voz alta.

Os participantes podem disfarçar a letra, se preferirem, e, todos os papéis devem ser dobrados da mesma forma, colocados em um recipiente e embaralhados. Cada membro deve pegar um papel, ler em voz alta o que está escrito e assumir aquele segredo como se fosse o seu.

O propósito dessa atividade é de se colocar no lugar do outro cada e propor soluções para o problema.

8. Dinâmica do desafio

Para realizar essa dinâmica na confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja, serão necessários música e bombons em um caixa embrulhada, de forma que ninguém desconfie do conteúdo.

Reúna as pessoas em uma roda e, para quebrar o gelo, comece perguntando como eles lidam com desafios. Você pode, por exemplo, propor que alguém comente qual foi o seu maior desafio profissional ou pessoal durante o ano.

Depois disso, entregue a caixa para alguém para passar adiante, dê play na música e, quando ela parar, pergunte a quem está com ela se quer realizar o desafio que está dentro da caixa ou continuar passando até alguém ter coragem de abri-la.

Quem tiver coragem de abrir a caixa vai se deparar com a seguinte mensagem, a qual deve ler em voz alta: “Parabéns pela coragem! O seu desafio é comer todo o chocolate!”

O propósito dessa dinâmica é mostrar que o medo pode nos privar de resultados bons e gratificantes.

9. Dinâmica da observação

Essa dinâmica trabalha com o desenvolvimento da habilidade de observação no dia a dia!

Reúna os participantes em uma sala, formando um círculo. Em seguida, solicite que eles fechem os olhos e faça algumas perguntas relacionadas aos integrantes. Por exemplo: “quem está de blusa verde ou quem está com um colar com pingente de coração?”.

Os participantes que lembrarem as respostas devem levantar a mão, priorizando quem primeiro se manifestar. A cada resposta certa, o participante ganha um ponto, e o que finalizar o jogo com a maior pontuação receberá um brinde.

Essa brincadeira permite que os participantes aprendam a observar uns aos outros, e dar atenção aos detalhes.

10. Dinâmica da Gratidão

A gratidão é um sentimento transformador capaz de gerar união, respeito e gentileza.

Uma forma simples e eficaz de promover a gratidão em uma confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja, através de uma dinâmica, é pedir para que cada membro dizer algo pelo qual, no ano que passou, é grato aos colegas ou líder.

O ideal é que todos se sentem formando um círculo, para que possam manter contato visual com quem estiver falando.

Você pode também fazer essa dinâmica usando um novelo de lã ou de barbante!

Dessa forma, a pessoa que segura o novelo começa falando sobre uma característica, experiência ou ato de outro membro por quem ela se sinta grata. Segurando uma ponta do fio, a pessoa joga o novelo para o membro identificado, que repete o processo.

Por consequência, uma teia será formada, conectando todo o grupo. Assim, fica claro que quando amamos e servimos uns aos outros, nos unimos cada vez mais.

Qualquer confraternização de fim de ano deve ter uma atmosfera leve, tranquila e descontraída!

O foco das dinâmicas é promover o desenvolvimento e o aprimoramento constante da comunicação interpessoal, elemento-chave para o sucesso de qualquer trabalho em equipe, além de eliminar distanciamentos, alinhar os focos e objetivos da equipe e criar aquele espírito de grupo tão essencial à construção de grandes resultados.

É muito interessante que todos participem, mas jamais imponha ou obrigue a participação de alguém que não está se sentindo à vontade.

Ao definir as atividades que serão realizadas na confraternização, é importante evitar brincadeiras que possam expor ou constranger os participantes.

Por fim, considere oferecer brindes para os participantes das brincadeiras, se o orçamento permitir, eles podem até ser personalizados para o evento.

E então, o que você achou das nossas dicas para as dinâmicas de grupo da confraternização de fim de ano dos ministérios da igreja?

Deixe abaixo seu comentário e nos conte alguma outra dinâmica legal que você já participou.

Aprenda agora os 7 passos para organizar seu evento gastando menos tempo e baixe agora nosso E-book com as 9 dicas para criar um evento gospel inesquecível.

Nós sabemos como ajudar você nessa jornada...

Vem com a gente!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This